, ,

Gravidez precoce aumenta na província do Bengo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Só nos últimos meses, foram registados cerca de mil novos casos de gravidez precoce na província do Bengo. A situação preocupa as autoridades, que estão a organizar palestras para pôr cobro à situação.

No Centro Materno Infantil das Mabubas, por exemplo, são registados diariamente cerca de cinco casos de gravidez precoce. E ao Hospital Geral do Bengo chegam cerca de 20 casos de gravidez precoce por mês.

O diretor do Centro Materno Infantil das Mabubas salienta que a maior parte dos casos são provenientes das zonas rurais. António Martins considera preocupante a situação e pede um trabalho conjunto.

O médico alerta que alguns casos de gravidez precoce têm surgido associados a doenças sexualmente transmissíveis.

“Poucos são os que tiveram incidência para o HIV, mas a incidência foi mais para a blenorragia que é tratável, para a sífilis e todos os casos que afluíram para sífilis foram tratados”, diz.

A administradora adjunta do Município do Dande, Felisberta dos Anjos, está preocupada com a situação e anuncia uma série de palestras para travar o aumento de casos.

“Porque vamos a algumas comunidades e encontramos crianças com idade dos 13 aos 14 anos grávidas, isso preocupa-nos. É uma das grandes lutas e para colmatar isso temos que direcionar política de palestras ao nível das escolas para melhorarmos os serviços sociais”, conclui.

Mais Populares

Videos & Podcasts

Publicidade

Notícias ralacionadas

João Lourenço em Benguela

O Chefe de Estado, João Lourenço, já está na província de Benguela, onde testemunhará, hoje, à transferência dos serviços ferroviários

Comentários